top of page

“Tenho uma alta taxa de abertura no primeiro e-mail e um grande declínio nos demais”

Atualizado: 16 de dez. de 2022


De 10 profissionais de vendas que me procuram para mentorias, pelo menos 7 reclamam dos resultados dos e-mails.


“Tenho uma alta taxa de abertura no primeiro e-mail e um grande declínio nos demais”


O fato é que se o primeiro e-mail está descrevendo a sua solução, o segundo também esta descrevendo a solução e o terceiro idem, na primeira mensagem que foi aberta, o decisor já considerou três pontos:


  • Isso é relevante?

  • Eu preciso disso?

  • Isso tem um grande diferencial?

Se ele não se identifica com um problema, dificilmente vai engajar.


Além disso, o fato de ter aberto a primeira mensagem, não quer dizer que tenha lido. Sabia que muitas vezes elas “escaneiam” o primeiro parágrafo e já perdem o interesse de ler o resto?


Dica1: Considere quebrar os padrões. No primeiro e-mail dê algo, no segundo fale sobre um case, somente no terceiro descreva a solução e sua empresa. Tipo iscas. Vai jogando iscas para o decisor sentir interesse em ler as mensagens.


Dica 2: Rápido no gatilho. O Decisor abriu o primeiro? Se puder ligue o mais rápido possível., por exemplo, imediatamente ou uma hora depois da abertura. Não espere 3 dias para enviar o próximo.


Dica3: Em vez do “Eu mandei um e-mail, você recebeu?” - mude para “Enviei um e-mail para você e quero completar algumas informações.”


Talvez vocês não saibam, mas os decisores já perceberam a dinâmica da cadência de e-mails. Já perceberam que após a abertura vão receber mais e mais e também vão receber os follow-us do tipo: “Você leu a mensagem anterior?” São centenas de e-mails neste mesmo padrão todos os meses.


Por esse motivo a taxa de abertura cai.


É sempre mais do mesmo. Trabalhar com prospecção é ser criativo!


 




Yorumlar


bottom of page