Dicas de Prospecção: Cold mail na abordagem

Qualquer estratégia de prospecção tem pontos positivos, pontos negativos, funcionam bem para um segmento/mercado e para outros não. O que pode funcionar para SaaS pode não ser efetivo para Facilities, por exemplo.



Assim como o a prospecção inbound. Assim como o outbound.

Como já mencionei em outros artigos um comprador do segmento automotivo disse que recebe 600 e-mails por dia. Qual a chance desse profissional se interessar por um e-mail ou por uma cadência no meio de mais 600?


Este comprador disse que o caminho para vender para a sua empresa é: telefonar - marcar uma visita- deixar uma amostra.


É uma prospecção reativa: você envia uma mensagem, mas tem que esperar uma ação da outra parte, que pode não acontecer.


Pontos positivos:

• Envolvimento com o call to action mais rápido;

• Diferente do cold call onde uma telefonista pode barrar a ligação, o cold e-mail vai direto para a caixa de e-mail da pessoa certa;


Pontos negativos

• Qual é a chance de você descobrir as necessidades de um cliente potencial através de um e-mail? E se a necessidade não for a que você supõe no e-mail?

• Se a necessidade do cliente estiver inativa como mostrar a ele as implicações?

Fica a dica e sucesso!



27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo